Avatar

Governo brasileiro dava bolsas de estudos de cinema em Cuba

Depois de vermos nosso suado dinheiro escoar pelo ralo, financiando projetos e bolsas mais esdruxulos possíveis, vem a baila mais uma aberração do governo esquerdista brasileiro: Financiamento de Bolsas de Estudo em Audiovisual em Cuba.
Não você não leu errado. 
Desde de 2015, o seu dinheiro, o meu dinheiro, o nosso dinheiro estava financiando, bolsas de estudos audiovisuais na Escola de Cinema de San Antonio de los Baños, em Cuba.
De forma ilegal, O MinC - Ministério da Cultura -  oferecia bolsas de até 75% do valor do curso para os brasileiros que passavam pelo processo seletivo da escola cubana. O curso completo estava orçado no valor de 15 mil euros (cerca de R$ 70 mil), incluindo despesas como hospedagem, alimentação e transporte. 
A coisa veio à tona porque propagou-se a notícia de que o governo havia cortado os recursos para manter alunos brasileiros na Escola cubana.
Através de nota oficial, o MinC esclareceu que NUNCA houve convênio. 
Isso mesmo!
O que houve foi mais um ato de ilegalidade perpetrado pelo governo esquerdista contra o povo brasileiro! 
Trocando em miúdos: Dinheiro enviado sem convênio assinado dentro da lei é crime. 
Porém, ainda que seja evidentemente um crime, os militantes esquerdistas insistem que o governo brasileiro tem que dar um "jeitinho" para mandar dinheiro para lá...
O velho "jeitinho" sempre dado quando a coisa envolve os "amigos do rei".
Afinal, já faz algum tempo que cá pelas terras brasileiras, a lógica esquerdista imperante é: "Aos amigos, tudo. Aos inimigos, a lei!"
Esquerdistas pressionam pela ilegalidade o tempo todo para favorecer seus pares!
Confira abaixo a integra da nota oficial do MinC sobre essa questão.

O Ministério da Cultura (MinC), por meio da Secretaria do Audiovisual (SAV), informa que não reconhece qualquer tipo de acordo, compromisso ou dívida com a Escola Internacional de Cinema e Televisão de Cuba (EICTV) e seus alunos. Não há e nunca houve acordo formal estabelecido entre as duas instituições. E não haveria base legal para tal acordo, pois existe um impedimento jurídico relacionado a acordos de cooperação entre a administração pública brasileira e entes privados internacionais que não tenham autorização para funcionar em território nacional, como é o caso da EICTV. O Ministério da Cultura não é responsável pelo uso indevido e não autorizado de sua chancela institucional.

Como vimos, simplesmente não há termo assinado entre o MinC e a escola; nem poderia haver, de acordo com as leis brasileiras. 
O nome do MinC e máquina do estado brasileiro jamais poderiam terem sido usados para tal finalidade. 
Esta é face da verdadeira "Pátria Educadora" pregada pelo PT e seus asseclas.


Links

Link para Nota Oficial do Minc

http://www.cultura.gov.br/banner-1/-/asset_publisher/G5fqgiDe7rqz/content/esclarecimento-escola-de-cinema-e-televisao-de-cuba/10883


Related Posts with Thumbnails
 
©2007 '' Por Elke di Barros