Avatar

A verdadeira origem do Dia dos Pais e outras considerações

Em maio publicamos um artigo sobre a verdadeira origem do dia das mães e a importância da figura materna para a formação da sociedade.
Em tempos onde a família, a mais importante célula social, vem sendo degradada e destruída em prol de pseudos conceitos supostamente “libertários”, faz-se mais do que necessário elencarmos e relembrarmos os reais motivos pelos quais ela é tão importante. 

Não podemos falar em família sem falar de pai e da importância da figura paterna na formação dos filhos, da sociedade.

Mas como surgiu a ideia de dedicar um dia para homenagear os pais?

Será que essa data foi uma invenção “maquiavélica” do comércio?
Como veremos a seguir, celebrar o Dia dos Pais nunca foi algo planejado e criado com o intuito de gerar lucro financeiro para o comércio ou alavancar vendas. Muitas pessoas deixam de homenagear seus pais por desconhecerem as reais origens de uma data tão importante.
O Dia dos Pais tem uma origem bem semelhante ao Dia das Mães, e em ambas as datas a ideia inicial foi praticamente a mesma: criar datas para fortalecer os laços familiares e o respeito por aqueles que nos deram a vida.
Em 1909, em Washington, Estados Unidos, Sonora Louise Smart Dodd, filha do veterano da guerra civil, John Bruce Dodd, ao ouvir um sermão dedicado às mães, teve a ideia de celebrar o Dia dos Pais. Ela queria homenagear seu próprio pai, que viu sua esposa falecer em 1898 ao dar a luz ao sexto filho, e que teve de criar o recém-nascido e seus outros cinco filhos sozinho. 
Já adulta, Sonora sentia-se orgulhosa de seu pai ao vê-lo superar todas as dificuldades sem a ajuda de ninguém. Então, em 1910, Sonora enviou uma petição à Associação Ministerial de Spokane, cidade localizada em Washigton, Estados Unidos. A mocinha também pediu auxílio para uma Entidade de Jovens Cristãos da cidade. O primeiro Dia dos Pais norte-americano foi comemorado em 19 de junho daquele ano, aniversário do pai de Sonora. A rosa foi escolhida como símbolo do evento, sendo que as vermelhas eram dedicadas aos pais vivos e as brancas, aos falecidos.
A partir daí a comemoração difundiu-se da cidade de Spokane para todo o estado de Washington. Em 1924 o presidente Calvin Coolidge, apoiou a ideia de um Dia dos Pais nacional e, finalmente, em 1966, o presidente Lyndon Johnson assinou uma proclamação presidencial declarando o terceiro domingo de junho como o Dia dos Pais.
No Brasil, a ideia de comemorar esta data foi festejada pela primeira vez no dia 14 de Agosto de 1953, dia de São Joaquim, patriarca da família. Posteriormente, a data foi alterada para o 2º domingo de agosto.
Em uma outra versão, a comemoração do Dia dos Pais teria surgido na Babilônia, onde, há mais de 4 mil anos, um jovem chamado Elmesu teria moldado em argila o primeiro cartão. Desejava sorte, saúde e longa vida a seu pai, um rei babilônico famoso Nabucodonosor. Daí tornou-se uma festa nacional.
De qualquer forma, pelo menos mais 11 países também comemoram o Dia dos Pais à sua maneira e tradição.
Na Itália, Espanha e Portugal, por exemplo, a festividade acontece no mesmo dia de São José, 19 de março. 
No Reino Unido, o Dia dos Pais é comemorado no terceiro domingo de junho. Lá é comum os filhos agradarem seus pais com cartões, e não com presentes.
Na Argentina  a data é festejada no terceiro domingo de junho com reuniões em família e presentes.
Na Grécia, o Dia dos Pais é uma comemoração recente e surgiu do embalo do Dia das Mães. Lá se comemora o Dia dos Pais em 21 de junho.
Na Canadá, o Dia dos Pais é comemorado no dia 17 de junho.
Na Alemanha não existe um dia oficial dos Pais. Os papais alemães comemoram seu dia no dia da Ascensão de Jesus (data variável conforme a Páscoa).
No Paraguai a data é comemorada no segundo domingo de junho. Lá as festas são como no Brasil, reuniões em família e presentes.
No Peru o Dia dos Pais é comemorado no terceiro domingo de junho. 
Na Austrália a data é comemorada no segundo domingo de setembro.
NA África do Sul a comemoração acontece no mesmo dia do Brasil, mas ainda não é uma forte tradição.
Mas nosso objetivo nesse post não é só explicar a origem do Dia dos Pais.
Para homenagearmos os papais, realizamos uma extensa pesquisa, nas mais variadas instituições e países, sobre a influência da figura paterna na formação dos filhos. 
Carência de exemplos para os filhos, a falta de condução, de proximidade e de amor por parte do pai. Isso resulta em jovens sem valores, propensos a buscarem falsos ídolos, na ânsia de preencherem, sem sucesso, seus corações. 
Os resultados do levantamento feito pelo Ideias Barbara´s não deixa dúvidas sobre quanto a ausência de um pai pode ser prejudicial não só aos filhos, como a toda a sociedade.

ESTATÍSTICAS

- 2 em 3 menores infratores brasileiros não têm pai dentro de casa.

- 42% dos jovens brasileiros reclusos em instituições correcionais, além de não viverem com o pai, não tinham nenhum tipo de contato com ele.

- No Reino Unido, Indivíduos que crescem sem um pai presente têm: oito vezes mais chances de ir para a prisão, 5 vezes mais chances de cometer suicídio, 20 vezes mais chances de apresentar problemas comportamentais.

- Nos Estados Unidos, crianças que cresceram sem um pai presente são duas vezes mais propensas a largar a escola, 11 vezes mais propensas a um comportamento violento. (EUA)

- Indivíduos que cresceram sem um pai presente representam 72% dos adolescentes assassinos, 60% dos estupradores , 3 em cada 4 suicidas juvenis nos Estados Unidos.

- Meninas sem um pai nas suas vidas têm 2,5 vezes mais propensão a engravidarem na adolescência.

- Meninos sem um pai nas suas vidas têm 63% mais chances de fugirem de casa.

-Meninos e meninas sem pai têm duas vezes mais chances de necessitarem de cuidados profissionais para problemas emocionais ou de comportamento.

- Nos Estados Unidos, 70% dos jovens presentes em instituições estaduais de segurança e recuperação de drogas cresceram em lares sem um pai – 9 vezes maior que a média. (U.S. Department of Justice, Setembro, 1988)

- 85% de todos os jovens na prisão não possuem o pai no lar. (Fulton Co. Georgia, Texas Department of Correction)

- 90% de crianças de rua são vindas de lares sem um pai. (U.S. D.H.H.S., Bureau of the Census)

- 80% dos estupradores motivados pela raiva são vindos de lares sem um pai. (Criminal Justice & Behaviour, Vol 14, pp 403-26, 1978)

- 71% de adolescentes grávidas não possuem o pai no lar. (U.S. Department of Health and Human Services press release, Friday, March 26, 1999)

- 63% dos suicídios na adolescência são de lares sem um pai. [US D.H.H.S., Bureau of the Census]

- 85% de crianças com desordens de comportamento são de lares sem um pai. [Center for Disease Control]

- 90% de adolescentes que se envolvem em atos incendiários vivem somente com suas mães. [Wray Herbert, "Dousing the Kindlers," Psychology Today, January, 1985, p. 28]

- 71% de estudantes que largam o Ensino Médio vêm de lares sem um pai. [National Principals Association Report on the State of High Schools]

- 75% de adolescentes que são pacientes em clínicas de recuperação de drogados são provenientes de lares sem um pai. [Rainbows f for all God's Children]

- 70% dos adolescentes em instituições correcionais não possuem um pai presente. [US Department of Justice, Special Report, Sept. 1988]

- 85% dos jovens em prisões cresceram num lar sem o pai. [Fulton County Georgia jail populations, Texas Department of Corrections, 1992]

- Meninos e meninas sem um pai possuem o dobro de chances de largar os estudos, o dobro de chances de ser preso, 4 vezes mais chances de precisar de ajuda terapêutica ou médica para problemas de comportamento ou emocionais. [US D.H.H.S. news release, March 26, 1999]


- Crianças e adolescentes que vivem em um lar sem pai tem 279% mais chances de se envolverem com tráfico de armas e drogas do que aqueles que vivem com seus pais.



Tendo em vista todos esses dados, podemos confirmar que a erosão da paternidade vem contribuído significativamente para muitos dos principais problemas sociais do nosso século. O mais estarrecedor é constatarmos que estamos enfrentando não apenas a perda de pais, mas também a destruição do ideal de paternidade. É de extrema relevância combatermos as errôneas ideias plantadas por determinados movimentos sociais (especialmente os esquerdistas) na nossa sociedade, especialmente aquelas que espalham conceitos como a invisibilidade e irrelevância dos pais para o bem-estar de seus filhos, a menos que envolva suporte financeiro. 
Pai é figura fundamental na formação dos filhos, na formação da sociedade. Não adianta tentar mascarar ou esconder isso. As estatísticas não mentem. 
Então, celebre com seu pai esta data tão importante. Deixe que ele saiba o quanto é importante em sua vida, o quanto colaborou para que você se tornasse o ser que é hoje.

A todos os papais, desejamos um Feliz Dia dos Pais!




"O sorriso de um pai que tem orgulho de seu filho é uma das coisas mais incríveis do mundo."

The Lazy


Links

Link para matéria do Jornal Folha de São Paulo 
http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2016/06/1786011-2-em-3-menores-infratores-nao-tem-pai-dentro-de-casa.shtml

Link para resultados das pesquisas da Father Hood Factor

Link para resultados das pesquisas da Father Less Generation

Link para artigo sobre as consequências da ausência do pai para crianças e adolescentes no Canadá
http://canadiancrc.com/Fatherlessness/Fatherlessness_in_Canada.aspx

Link para o Mapa da violência - Crianças e Adolescentes do Brasil , 2012
http://www.mapadaviolencia.org.br/pdf2012/MapaViolencia2012_Criancas_e_Adolescentes.pdf

Link para artigo do site Psychology Today sobre o declínio da paternidade e crise de identidade masculina
https://www.psychologytoday.com/blog/wired-success/201106/the-decline-fatherhood-and-the-male-identity-crisis

Link para resultados das pesquisas do National Center for Fathering





Related Posts with Thumbnails
 
©2007 '' Por Elke di Barros