Avatar

Friozinho

A chegada do inverno nos inspira à introspecção, a lembrar de antigas histórias relacionadas a esta estação, a mais fria do ano, apesar de El Niño e La Niña...
Um dos melhores exemplos de histórias de inverno é a fábula da cigarra e a formiga. Esta mágica narrativa nos ensina sobre a sabedoria de guardar e acumular recursos para enfrentarmos adversidades e tempos difíceis. O mais importante é quando atrelamos esta prudência com a real essência de viver a vida, aproveitando cada momento. 
Trabalhar com seriedade, afinco e responsabilidade como a formiguinha, é a base do crescimento e desenvolvimento, mas se incluímos nesta receita uma boa dose de alegria em tudo que fazemos, nossa vida se torna muito mais rica, agradável e isso se potencializa quando aplicamos a responsabilidade social e a cooperação entre as pessoas.
A chegada do inverno também proporciona a caridade. Isso mesmo! Todos acabam envolvidos em boas ações e atos de auxílio ao próximo, como as inúmeras campanhas do agasalho, que ocorrem por todo o país.
O inverno também traz com ele os grandes festejos juninos. Comemorações genuinamente brasileiras. Festas das quais todo brasileiro que se preza deve participar pelo menos uma vez na vida.
Afinal, a história das tradições festivas do Brasil são um verdadeiro tesouro nacional.
De acordo com historiadores, estas festividades foram trazidas para o Brasil pelos portugueses, ainda durante o período colonial. Nesta época, havia uma grande influência de elementos culturais portugueses, chineses, espanhóis e franceses. Da França veio a dança marcada, característica típica das danças nobres e que, no Brasil, influenciou muito as típicas quadrilhas. Já a tradição de soltar fogos de artifício veio da China, região de onde teria surgido a manipulação da pólvora para a fabricação de fogos. Da península Ibérica teria vindo a dança de fitas, muito comum em Portugal e na Espanha. Todos estes elementos culturais foram, com o passar do tempo, misturando-se aos aspectos culturais dos brasileiros (indígenas, afro-brasileiros e imigrantes europeus) nas diversas regiões do país, tomando características particulares em cada uma delas. Quer coisa mais brasileira do que isso?
Há quem diga que o inverno é uma estação triste por conta das chuvas, as baixas temperaturas, do tempo instável, das gripes e doenças respiratórias.
Mas não só coisas ruins...
A verdade é que o inverno é a estação mais romântica do ano. 
Isso mesmo! 
Estudos mostram que esta é a estação mais propicia ao inicio de novos relacionamentos amorosos, sérios. Então atenção moças solteiras! Esta é a chance de encontrarem o namorado. Eu garanto que dá certo, pois encontrei o meu único e eterno amor no inverno de 93.
Mesmo tendo demarcado o tempo em estações, o homem deve sempre lembrar que a vida não é rígida como um calendário. Afinal podemos viver interiormente um verão, mesmo estando no inverno. 
Como enxergamos o mundo e a vida, só depende de cada um de nós.
Viu? 
O inverno realmente nos inspira.
Ou será que nós inspiramos a vida?



5 comentários:

Drizana Ribeiro disse...

O inverno inspira, nós inspiramos a vida, nós somos a vida e tudo o mais que se pode querer. E é tudo tão bom e certo ao seu próprio modo que a felicidade acaba se tornando o único caminho,assim como a grande recompensa para tudo!
Beijoooos

Sérgio Rogério disse...

Lindo texto sobre o inverno de forma tão meiga e aconchegante... só podia ser no "Ideias de Barbara" por Barbara Bastos! Leiam e se aqueçam nesse inverno...

Marília Moraes de Oliveira disse...

Eu li e concordo com Sérgio Rogério!

Maria Amélia Folly disse...

Amei o texto, amo o inverno, e concordo que é a estação mais romântica do ano apesar de morar numa cidade super fria rsrs, amo lareira, um bom vinho, uma linda músico no inverno, aqui temos o VESTIVAL DO INVERNO, que já começou.

Vera Aída disse...

Adorei Barbinha, minha filha linda! Lindo o desenvolvimento do texto, com informações que eu não sabia! Beijos, te amo. Mamãe.

Related Posts with Thumbnails
 
©2007 '' Por Elke di Barros