Avatar

Quando os ditados tem razão...

Sempre ouvimos aqueles tradicionais ditados populares, coisas impregnadas de uma sabedoria própria. Muita gente com toda certeza já empregou em alguma ocasião “Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura.” e por aí vai...
Eu não poderia ser diferente.
Então vamos lá.
O que vou relatar aqui poderia ter sido inspiração pra a música “Mais uma vez” do Legião Urbana, em especial para o verso que diz: “Quem acredita sempre alcança.” Ou, simplesmente um fiel retrato do velho ditado; “O que tiver que ser será...”
Vamos aos fatos.
Quando eu tinha 14 anos, uma amiga namorava um rapaz. A família dela era contra o namoro, perseguia a relação e acabou fazendo com que o namoro acabasse. Eu dava uma força aos dois. Ajudava como podia.
O rapaz, que também era meu amigo, nunca esqueceu esse amor. Foram conversas intermináveis sobre eles, sofrimento de ambos os lados.
O tempo passou e com ele a vida foi levando cada um de nós em direções diferentes.
Eles continuaram suas vidas separados. Mudaram de cidade, fizeram faculdade, casaram, tiveram filhos, se divorciaram, perderam familiares próximos.
Por muito tempo não tive notícias de ambos.
Eu também mudei, me formei, casei, constitui família, retornei a minha cidade.
Ao retornar, esporadicamente encontrava essa amiga.
Os anos passaram e chegamos a julho de 2010.
Estava de férias, mas ainda assim resolvo acessar a Internet para verificar meu e-mail, orkut, facebook...
Qual não foi minha surpresa ao encontrar uma solicitação de amizade em meu orkut, vinda desse amigo sumido?
Entramos em contato. Soube que estava morando em Salvador, com duas filhas adolescentes e uma irmã. Uma surpresa realmente repleta de alegria.
Verdadeiro milagre proporcionado pela tecnologia da comunicação. São por motivos como estes que não saio nunca do Orkut ou do Facebook!
Bom, a coisa continua.
Agora é agosto de 2010. Orkut de novo.
Dessa vez encontro em minhas atualizações recentes uma foto da amiga em questão.
Postei um comentário elogiando a foto. Ela estava on line, me enviou quase que automaticamente um scrap.
A mensagem dizia: “Bárbara, vc não vai acreditar.... me reencontrei com X, lembra?”
Bom, a princípio pensei que ela tinha encontrado com ele via orkut, como eu. Mas sei lá, alguma coisa no jeito como ela escreveu me deixou com a pulga a trás da orelha e eu não me segurei, tive que perguntar como.
E aí veio a resposta: “Ao vivo e a cores. Estamos revivendo o passado! Às vezes penso que nem é verdade!”
Fiquei pasma!!! Tive que ir para o MSN saber o resto.
E agora leitores e leitoras o que vou contar não deixa nada a desejar aos livros de Nicholas Sparks e similares.
Eles se encontraram virtualmente, trocaram endereços e passaram ao plano real.
Ela mudou de profissão e de cidade. Ele foi até lá. Se reencontraram e estão vivendo o amor da adolescência.
Agora pasmem: 20 anos depois!
Maravilhada, eu lia as mensagens que eu e ela trocávamos no MSN.
Preparados para mais?
Eles vão CASAR!!
E eu vou ser Madrinha!!!
Não imagino frases melhores para descrever essa história do que as colocadas no começo desse post.



“A distância faz ao amor aquilo que o vento faz ao fogo: apaga o pequeno, inflama o grande.”

Roger Bussy-Rabutin, escritor francês.



Dedico este texto, of course, ao casal de amigos, inspiração para todos que acreditam no Amor!!

Bjs especiais pra vcs!!

Related Posts with Thumbnails
 
©2007 '' Por Elke di Barros