Avatar

Nadando contra a maré

O que realmente liberta?
O típico clichê alienadamente reproduzido “O conhecimento liberta”, incomoda além da conta. Vamos colocar os pingos nos Is.
Que conhecimento é esse que liberta?
Francamente sou totalmente contrária a esta ideia. Nado contra esta maré. Quanto mais sabemos mais angustiante se torna a vida. Isso não é pessimismo. É a realidade.
Veja se não é desesperador saber destas coisas:
Nos próximos 25 anos nascerão mais 2.000.000.000 de pessoas.
Desse total, cerca de 93% nascerão em países em desenvolvimento, lugares onde atualmente...

• 20% da população mundial detêm 82,7% das riquezas.
• O hemisfério norte consome 70% da energia mundial, 75% dos metais, 85% da madeira e 60% dos alimentos.
• A renda média nos países mais ricos é 37 vezes maior do que a renda média nos países mais pobres.
• Nos países ricos, menos de 5% das crianças menores de 5 anos estão mal nutridas. Nos países mais pobres, 50% das crianças têm algum problema de saúde por não comer o suficiente.
• Existem 800 milhões de pessoas desnutridas no mundo.
• 11 mil crianças morrem de fome a cada dia.
• Mais de um bilhão de pessoas no mundo não dispõe de água potável.
• 40% das mulheres dos países em desenvolvimento são anêmicas e encontram-se abaixo do peso.
• 1 a cada 7 pessoas morre de fome no mundo.
• 1 criança morre a cada 7 segundos de fome no mundo.
• 300 milhões de adultos são obesos no mundo.
• 1 litro de óleo combustível usado pode contaminar 1 milhão de litros de água.
• 1 em cada 6 pessoas vive com menos de 1 dólar por dia no mundo.
• 114 milhões crianças não recebem instrução sequer ao nível básico no mundo.
• 584 milhões mulheres são analfabetas.
• Mais de 6 mil pessoas morrem diariamente por doenças provenientes de água não-potável.
• Mais de 32 mil pessoas são mortas por ano no Brasil vítimas de armas de fogo.
• 42 mil pessoas morrem por ano vítimas de acidente de trânsito no Brasil.
• O ativo dos 3 homens mais ricos do mundo juntos excede o PNB dos 48 países mais pobres do mundo no seu conjunto.
• Somente 37% do papel de escritório é realmente reciclado, o resto é queimado.
• Apenas 1% do óleo consumido no mundo é reciclado.
• Os problemas ambientais são responsáveis por 25% das mortes anuais no mundo.
• 6 mil pessoas morrem por dia de AIDS.
• 8.200 pessoas são infectadas com AIDS, a cada dia.
• 1 milhão crianças morrem por ano, vítimas de malária.
• Em média, um canadense utiliza 6 vezes mais água por dia do que um indiano e 30 vezes mais do que um habitante de uma zona rural do Quênia.
• 4 mulheres são espancadas a cada minuto no Brasil.
• 18 mil crianças são espancadas diariamente no Brasil.
• Maus-tratos matam 16 crianças por dia no Brasil.
• 80 mil crianças morrem por ano em todo o mundo vítimas de negligência, agressões, abusos e exploração.
• Cerca de 5 milhões de crianças e adolescentes com menos de 15 anos trabalham atualmente no Brasil.
• 75% das crianças agredidas dentro de casa tem menos de 10 anos de idade.
• Mais de 75 mil pessoas morrem todos os anos por causa do álcool.
• 10% das mulheres no mundo são alvo de estupro.
• Os 5 maiores vendedores de armas do mundo são EUA, Inglaterra, Rússia, França e China, membros permanentes do conselho de segurança da ONU.
• Apenas 50 anos foram suficientes para uma devastação de mais de 50% das florestas tropicais na América do Sul e em pouco mais de um século, de mais de 70% das florestas do planeta.
• Apenas 1% do DNA humano difere do DNA dos macacos.
Coisas tão reais que chegam a adquirir uma conotação de fantasia, de uma realidade distante.
Talvez tenha sido por constatações como estas que tantos ativistas e líderes acabaram consumindo suas vidas com a mesma velocidade com que piscamos os olhos.
Agora diga: Saber de tudo isso te libertou de que? De nada! Saber de tudo isso nos acorrenta à insanidade humana.
Talvez já tenha passado pela sua cabeça a ideia de Uma casinha de sapé. A simplicidade e essência da vida na menor partícula da existência. Um mero lavrador encara a vida com uma altivez que muito executivo deixaria a desejar.
Estamos todos reproduzindo cotidianamente comportamentos, conhecimentos e dogmas os quais nem nos damos ao trabalho de verdadeiramente questionar. Repetir o que se encontra hermeticamente pronto é tão mais simples quanto abrir uma embalagem de leite longa vida. Mas esta talvez seja a mais frágil interpretação do mundo ao nosso redor.
Deveríamos ter conservado a curiosidade inerente à criança. Exercitar o porquê dos porquês. Esgotando todas as alternativas, na busca do crescimento.
Tornar sua a verdade do outro não é, e nem nunca será, capaz de libertar.
A verdadeira liberdade está no fato de olharmos algo em todas as suas variações. Enfim, formular nossos próprios caminhos, iluminar nossa grande jornada.
No mais, só me resta concordar com a celebre frase de Albert Einstein:

"Somente 2 coisas são infinitas, o universo e a estupidez humana, mas eu não estou tão certo quando a primeira."

Related Posts with Thumbnails
 
©2007 '' Por Elke di Barros