Avatar

Gentileza




Todos os dias nos deparamos com situações em que colocamos a mão na cabeça e dizemos: “Puxa vida!”
Na grande maioria das vezes poderíamos evitar o uso dessa expressão se adicionássemos um toque de GENTILEZA.
Sabe, não é brega, nem piegas colocarmos em prática a máxima “Gentileza gera gentileza.”, do famoso profeta e poeta das ruas do Rio de Janeiro, GENTILEZA.
O ponto X é porquê colocamos algo tão fundamental no fundo de nossos baús.
Um ato gentil pode desarmar o aparato bélico direcionado a você. E por falar nisso, acabo de me lembrar do seguinte trecho de música: "Acreditam nas flores vencendo os canhões.”, do também poeta, além de músico, Geraldo Vandré.
Não deveria nunca ser uma utopia acreditar nisso. Mas em que ponto da caminhada a nossa visão embaçou?
Bem, dizer que eu sei, é mentira. Mas orgulho-me de, pelo menos, pensar nisso. Bom, não só pensar, mas colocar em prática.
Quantas vezes proferimos palavras duras sem necessidade, evidenciamos pontos de vista conturbados ou criamos situações desnecessárias? O que aconteceria se todas essas ocasiões fossem borrifadas com o doce aroma da Gentileza?
Vale a pena experimentar!

Avatar

Besteirinhas




Hoje, finalmente, desenrolei o fio do meu liquidificador. Sabe, ele é desses modelos que você empurra o fio pra dentro da base. Há uns 5 anos que o pobre fio ficou preso nas engrenagens internas, restando-me apenas uns míseros 10 cm de cabo.
Era uma novela para usá-lo. Mas impressionantemente, sempre tive preguiça de desenrolá-lo.
Fiz mil malabarismos ao fazer suco ou bater vitaminas: usei extensões, levantei a bichinho na altura da tomada, colocava no chão e usava uma tomada bem baixinha.
A verdade da verdade: fui empurrando com a barriga, adiando a execução do realmente deveria ser feito.
Mas hoje, ao acordar, fui até a cozinha e meus olhos caíram sobre ele. Tomei a decisão. Armada de chaves de fenda e outras ferramentas, sentei e, pacientemente, abri e retirei o fio.
Fiquei impressionada com o seu tamanho, afinal já fazia 5 anos que pra mim, ele não passava de um fiozinho de nada.
A surpresa dessa descoberta me trouxe uma alegria maravilhosa.
Assim é a nossa vida. Nos acostumamos a conviver com besteirinhas que podemos resolver. Coisas que deixamos sempre para depois, porquê temos certeza que são muito simples, e logo, não merecem que percamos tempo solucionando-as.
Porém, chega o dia em que a “Montanha de Besteirinhas” pode nos sufocar. O perigo está em passarmos a pensar que tudo na vida pode ser deixado para depois. Vamos adiando, protelando, evitando. Talvez por um medo infundado de fracassar. Talvez por preguiça de enfrentar a vida.
Aliás, a grande metáfora da vida, seria dizermos que ela é um enorme liquidificador: mistura nossas emoções, tritura nossas tristezas, emulsifica nossos sentimentos, homogeneíza nossas vicissitudes.
E se a vida é um enorme liquidificador, será que vale a pena deixarmos o seu fio enrolado?
Bom, eu já desenrolei o meu, e você?

Avatar

Mania?


Ah ah! Tá aí uma coisa que todo mundo tem: Mania. Algo muito inerente à nossa raça, espécie. Sou muito observadora e posso dizer que nesta minha curta existência já me deparei com manias dos mais variados tipos.
Gente que tem mania de dormir com os pés descobertos, de ensaboar primeiro o braço esquerdo ao tomar banho, de não mexer o Nescau quando coloca num copo de leite, de acordar no meio da noite e assaltar a geladeira. Apenas algumas manias inofensivas.
Tem aqueles com mania de colecionar: selos, figurinhas, papel de carta, canetas, colheres, pratos. Isso mesmo! Tenho uma amiga que coleciona pratos. Ah, e não usa, coloca pendurado na parede!
Sem falar naqueles que tem mania de guardar. Guardam tudo: papéis de rascunho, jornais velhos, panfletos que recebem na rua, embalagens de biscoito, contas de luz de mais de 10 anos!
Têm também os com mania de comer ou manias ao comer. Gente que sempre coloca o arroz no prato antes de qualquer outra coisa, o que só come se apimentar o rango, isso sem esquecer de quem tem mania de colocar Ketchup em tudo, até no feijão!

Eu também tenho minhas manias. É claro que não vou contar todas, mas lá vai: só costumo ler livros que sejam meus. Sinto uma angústia incrível se leio emprestado. E se gosto do livro, compro, mesmo já tendo lido, nem que seja pra ter em casa.Bom, mais ainda tem aqueles com manias “vestuais”. Quem só sai de casa às sextas-feiras vestido de branco ou só vai à Igreja de terno e gravata.
Porém, nada se compara a minha mania por sapatos. Tenho uma verdadeira loucura por eles. Nunca fico muito tempo sem comprar um novo par. Uma verdadeira obsessão, pois nem que eu fosse uma centopéia ia conseguir calçar tantos sapatos de uma só vez. O interessante é que ao contrário de outros colecionadores, não gosto de ganhar sapatos. Não confio muito no gosto alheio. Prefiro escolher, é mais seguro. Cheguei a pensar que isso era uma mania complicada, mas fiquei reconfortada ao descobrir que podia compartilhá-la com muita gente. Encontrei no Orkut uma comunidade que possui 7738 membros.Imagine! Irmãs Unidas! Amei!
Ah, não existe isso de não ter mania.
Todo mundo tem, não importa qual ou quais.
Quer ver?
Olha aí as manias dos famosos:
Leonardo de Caprio - Mania de perseguição.
Wood Allen - Checa sua pressão arterial de hora em hora.
Antônio Fagundes - Só usa cuecas vermelhas.
David Beckham - Mania de ordenar as coisas.
Mel Gibson - Não come frango de forma alguma.
Jennifer Lopez - Tudo em seus quartos de hotel tem que ser branco.
É, mania só muda de endereço.
E você, já identificou as suas?

Related Posts with Thumbnails
 
©2007 '' Por Elke di Barros